domingo, 8 de agosto de 2010

Onibus do Grêmio Maringá bate em caminhão e duas pessoas morrem

Um acidente envolvendo o ônibus da delegação sub-20 do Grêmio de Maringá e um caminhão guincho, por volta das 6h30 da manhã deste domingo (8), matou duas pessoas e deixou outras sete feridas.
A colisão aconteceu na BR-158, próximo à praça de pedágio, a 20 quilômetros de Campo Mourão, e os motoristas dois dois veículos morreram - Osmario Osmundo de Souza e Aldomer Lazzaris, que dirigia o caminhão guincho. Das 16 pessoas que estavam no ônibus do Grêmio Maringá, sete estão internadas.
Segundo informações da assessoria do clube, o caminhão guincho teria invadido a pista contrária, batido de frente no ônibus e explodido.
Os jogadores e a delegação sub-20 do Grêmio Maringá voltavam de Pato Branco, onde o time disputou uma partida na tarde de sábado (7) contra o Pato Branco. O time da casa ganhou por 4 a 2.
No momento do acidente, o ônibus voltava para Maringá. Doze jogadores, o técnico Carlos Eustáquio Caetano, o preparador de goleiros Willian Ferreira e o vice-diretor do Grêmio, João Batista Wichinieski, estavam no ônibus.
Sete jogadores estão internados na Interclínica de Campo Mourão para exames. O jogador Bruno Lago, capitão do time, foi o que se feriu mais gravamente. Ele teve os dentes quebrados e vai passar por cirurgia. Wichinieski também foi para o hospital e levou pontos na cabeça, Iago Hoffmann (filho do vereador John Alves Correa (PMDB), lateral direito da equipe, teve ferimentos no rosto e precisou tirar radiografias para verificar se a lesão tinha sido grave. (inf. Clóvis Augusto e Carla Guedes)(foto: Dirceu Portugal_JM)

Um comentário:

  1. Que droga, mas pelo menos o fogo não passou do guincho pro ônibus.

    ResponderExcluir